29.7.12

Lhama; Guanaco; Vicunha; Alpaca


    

São todos mamíferos ruminantes aparentados (camelídeos). Oriundos dos Andes, com baixas temperaturas, cá na América do Sul. E descendem de camelos que adoram calor... que confusão!
A lhama, nome quíchua, domesticada pelos Incas para carga, carne, couro e lã, tem pelagem lanosa e longa. É comumente calma, todavia se irrita facilmente e lança cusparadas fétidas, com muco estomacal, em direção a possíveis desafetos. Mede de 1,40m a 2,40m de altura, alimenta-se de capim e outras gramíneas. 
Os fetos abortados pelas lhamas ou retirados quando abatidas, são secos e vendidos como medicamentos miraculosos!
Algumas até levam vida de modelo, desfilando seus adornos. Posam para as câmeras, participam de filmagens, encantam multidões de turistas no Peru e ganham dinheiro (para seus donos, claro)!
 

O guanaco tem a pelagem um pouco mais curta, chega a passar até quatro dias sem beber e vive nas grandes altitudes andinas, próximas aos 4.000m. O país de maior ocorrência é o Peru.
Encontra-se geralmente em grupos familiares pequenos e frouxamente estruturados. Quando um membro do rebanho pressente o menor sinal de perigo, emite uma chamada em alta frequência, e todos fogem com rapidez pelo terreno íngreme e irregular.

A alpaca vive principalmente no norte da Argentina. É de porte menor, com pelagem mais longa e macia. Nas regiões andinas do Peru, Chile e Bolívia, é criada principalmente para  aproveitamento da valiosa lã, repelente à água e propícia a cobertores e casacos. Um fio de sua pelagem chega a atingir 50cm!
          Alpaca do

A vicunha é o menor deles, medindo no máximo 1,30m em altura, pesando até 40kg. Sua pelagem é excessivamente fina e com alto valor comercial; por este motivo, esteve à beira da extinção.
A população de vicunhas, que baixou para cerca de 25.000 exemplares, hoje expandiu-se para quase 170.00, sendo que aproximadamente 100.00 encontra-se no Peru.
São animais sociais e vivem em grupos familiares de até 25 membros: um macho dominante e seu harém de fêmeas com filhotes. Ele é extremamente protetor, e tem uma chamada especializada para avisar sobre potenciais predadores. Ao lutar com outros machos, há um festival de cusparada!
     
Pesquise tantos outros encantos da América do Sul...
Fontes:   esta  /   outra  /   aqui    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.