21.7.13

Misturação

Fim de férias escolares, após quatro semanas só ajudando na oficina! Amanhã trabalho sem alunos e terça feira, aula normal...
Balanço: costurei, girei pelas redondezas, dormi bastante. Continuei acordando às 5 h da madrugada, para não bagunçar meu relógio biológico (e ficar mais tempo à toa).

Minha mãe é voluntária, toda quinta-feira à tarde, na lojinha de usados da igreja. Fui levar umas doações. Veja o que comprei para os alunos: gibis, carimbos, brinquedos, estojo cheio.  
Comprei estes cachecóis e gorros para desmanchar e aproveitar a lã (Penélope é meu nome...).
Este acessório de bebê, virará duas almofadinhas entre joelhos. Eu e o "Par" não dormimos sem elas. A coluna vertebral agradece. 
Esta coelhinha ficará sobre o sofá até fevereiro, quando levarei para a nova turma de alunos. Paguei R$1,00. Lavei a seco com venesh e escovinha dentária. 
 O mesmo acontecerá com os sapatinhos. Serão enfeites até o próximo ano, aí irão para as bonecas.
Minha cunhada doou estas linhas e barbantes. Comprei! Os cachecóis também estão aí. Viraram três tapetes em crochê.
Comprei duas capas de almofadas velhas para transformá-las em tapetes. A azul, juntei com as pernas de uma calça jeans (que virou bermuda). A estampada de marrom, dobrei ao meio e juntei com as pernas da calça verde que perdeu o zíper. Pus um laço e pronto. Dois tapetes grossos, para não escorregarem.
Fiz outra fornada de pães: três grandes e três médios. Este é para a família da Nora.
Usei fibra de trigo, aveia em flocos finos e cinco cenouras liquidificadas. 
Estou me precavendo para a semana de trabalho.
Livros? Estes aí vão continuar esperando... Não li nenhum desde junho. Estou com "Mar Morto" (Jorge Amado) enroscado, entalado, parado.
Ao menos, voltei a pedalar. Agora o dia aumenta de tamanho e logo chega o horário de verão.
O casalzinho na sala de estar (mais espaçosa que a outra - de jantar).

7 comentários:

  1. Aqui na Suécia há muita variedade de lojas de artigos usados e também muitos "loppis", que são vendas organizadas por privados. De vez em quando gosto de ir espreitar à procura de uma oportunidade, mas nosso apartamento é muito pequeno e por isso evito comprar coisas novas!

    Hmm, esse pão deve ter ficado ótimo. Pão caseiro é bom demais!

    Continuo sem receber suas atualizações e na lista de leitura lá no meu blog (lado direito), seu blog está no fundo, diz que não é atualizado há 4 meses (!). Ainda não aprendi a deixar de seguir um blog e voltar a seguir mas acho que é isso que vou ter que fazer...

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, Joana, é só clicar na ferramenta que inclui mais blogs, ir ao meu nome de blog e clicar "remover".
      Depois, copie meu endereço aqui no blog e clic em adicionar à lista. Cole no retângulo que aparece.
      Volte a clicar "adicionar" em laranja e clic "salvar" - lá em baixo (também em laranja).

      Amo fazer pães, parece uma alquimia! Quanto aos "brechós", aqui há nas igrejas e entidades assistenciais, que recebem doações.

      Nas casas particulares, há venda de roupas usadas em todos os bairros. Também temos lojas grandes de móveis e eletrodomésticos usados, mas nem sempre o preço compensa.
      Estas vendas privadas já li sobre. Aqui nunca vi. Quando alguém falece, eles doam, ou vendem às tais lojas que citei acima.

      Beijinho é excelente verão (aqui tá frio)!

      Excluir
  2. Olá Cristina
    Quantas atividades haja folego para tudo isso. Eu adoro estes bazares, na creche da minha Gabi sempre tinha, a gente acha cada coisa legal e útil.
    Se você quiser fazer uns pães destes e mandar aqui para o Pará eu agradeço...rsrsrsr... Fico só na vontade. Estava vendo no jornal o quão frio esta por ai.
    Até mais... Dias de muita paz e aventuras nas pedaladas. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Verinha!
    Que tal você descer para o Sudeste um dia? É só avisar, que deixarei uma fornada pronta prá você levar.
    Quanto ao bazar, também adoro garimpar coisas interessantes e antiguidades.
    O frio maior virá no fim de semana, quando o céu limpar. Por enquanto a chuva fina mantém a temperatura mínima perto dos 10º.
    Devido à escuridão (ausência do sol) e alta umidade, a sensação térmica é bem menor.

    Um grande beijo pacífico também prá ti, continuarei pedalando...

    ResponderExcluir
  4. Cristina eu tb quero uma fornada, pode ser?! : )
    Como é que posso tornar-me sua seguidora para não perder nenhum dos seus posts?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catarina! Salvei "Seguidores" no rodapé do blog!

      Te envio pelos correios uma fornada de pães..., espere a temperatura esquentar mais um "cadin".

      abraço brasileiro.

      Excluir
  5. Não convida que vou mesmo...rsrsrsrs... Sou igual aqueles cãezinhos abandonado que segue a gente até em casa só de passar a mão na cabecinha...rsrsrs
    Quem sabe um dia, nada é impossivel nesta vida não é?
    Iria amar.
    Misericórdia 10º já é muito frio.
    Até mais. Beijos.

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.