15.7.13

Pão integral

Não é integral de verdade, pois leva farinha branca. Aparentemente, todos os pães integrais são assim: uma mistura de farinha branca, com fibra de trigo (e ocasionalmente, outros grãos).
Eu pensei em colocar uma xícara de aveia em flocos finos, todavia tinha apenas um envelope de fermento seco para pães.
A massa ficaria pesada demais, e não cresceria o suficiente, por estarmos no inverno.
RECEITA:
Cerca de 800 gr de farinha branca. Use 700 e deixe 100 para acertar o ponto da massa;
2 ovos grandes;
1 xícara de chá com leite integral;
1 xícara de chá com óleo;
4 colheres de sopa bem cheias com açúcar cristal;
1 colher de sopa rasa com sal;
1 xícara de chá bem cheia com fibra de trigo;
1 envelope de fermento seco para pães (que serve 1 kg de farinha).

Coloque a farinha numa bacia grande. Acrescente todos os outros ingredientes.
Deixe ao lado, um pouco da farinha e uma caneca grande com água, para acertar o ponto da massa.
Sove bastante até atingir o ponto de massa para pão, coloque dentro do forno (desligado) e deixe crescer, coberto por uma toalha de mesa grossa, por várias horas (no inverno), até que dobre de tamanho.
Enrole os pães e deixe crescer novamente até dobrar o tamanho (no forno, cobertos).
No inverno, leva o dobro do tempo para crescer, que no verão. Uma alternativa, é aumentar a quantidade de fermento, mas para quem tem gastrite, não é aconselhável.
Aqui, após amassar.
 Demorou mais de três horas para dobrar de tamanho, pois a fibra de trigo deixa a massa pesada.
 Já estão crescendo, após uma hora enrolados.
 Já assados; compare o tamanho. 
Iniciei a assadura com forno em temperatura baixinha e os pães ao alto no forno, até que cresçam mais.
Depois, coloquei-os mais abaixo e aumentei o nível do fogo no forno, para assar por igual.
 Por dentro. Como usei pouco fermento, não ficou azedo.
Tirei o maior para consumo, e congelei os outros, após esfriar.
 

16 comentários:

  1. Um pão bem saboroso, saudável e perfeito. Mesmo como eu gosto :)
    Parabéns :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá, Iza! Grata pela visita.
    Realmente ficou gostoso. A família está devorando...

    Outros beijos.

    ResponderExcluir
  3. Hmmmmmmmmmmm...delícia!Adoro!bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  4. Oi Chiquinha!
    Um pão caseiro sempre é simples, barato e nutritivo.

    Para seus beijos praianos, rebato com meus beijinhos interioranos para complementar!

    ResponderExcluir
  5. O resultado parece bom mas até lá chegar dá muito trabalho! : )
    Qual são as temperaturas médias do seu inverno?
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi Catarina! Tudo bem?
    Olha, não dá trabalho, é facinho... basta deixar crescer sem pressa.

    A temperatura média neste inverno (no meu município) é de 15º. Num único dia, iniciamos com 6, 8º e lá pelas 15 h, atingimos o pico de 22, 25º.
    No momento (9 h), estamos com 7º. A altitude no perímetro urbano é de 730 metros. O pico mais alto,na zona rural, mede 1663 metros ( uma região bem gelada).
    Na cidade próxima de Poços de Caldas - MG, devido à altitude, as temperaturas podem ficar próximas a 0.
    Em agosto, por vezes temos geadas, que queimam os bananais e cafezais (terror dos agricultores). O café é uma das maiores fontes de renda rural.

    Qualquer dúvida, não hesite em perguntar.
    Um abraço sulista.

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, Cristina. Para nós, se a temperatura se mantivesse a 6 ou 8 graus no inverno, seria uma maravilha! A temperatura a 20 ou 25 seria uma temperatura de verão. Então aí ninguém se queixaria do inverno canadiano. : )
    Compreendo que para vós sejam temperaturas muito baixas considerando as médias das outras estações. Recordo-me de que, quando visitei o Brasil por um mês nos fins de maio e princípio de junho há já alguns anos, alguns familiares das amigas com quem fui andavam de luvas e cachecol (em Tupã) quando para nós, habituadas a temperaturas negativas, achavamos uma temperatura agradável. Na última semana desse mês, passamo-la no Rio de Janeiro. Fomos à praia. A temperatura rondava os 25 se bem me recordo. Éramos uma dúzia de pessoas na praia. Todos turistas, de certeza. E que ricos dias de praia tivemos na Praia de Epanema!
    Foi uma viagem tão enriquecedora. Lembro-me sempre com saudades. Os passeios por aquelas fazendas, os cafezeiros que estes amigos ainda tinham; foi lá que me pus em cima de um cavalo pela primeira vez só para a fotografia porque apesar de achá-los lindos tenho medo de cavalos! : )
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Catarina... nem temos muitas mudanças climáticas aqui no hemisfério sul.
      Em janeiro, alto verão, chove fininho e esfria quase como no inverno.
      Em maio, ainda outono, é mais fio que no inverno quase sempre.
      Algumas pessoas usam as mesmas roupas o ano todo, ou colocam um casaco sobre o shorts e chinelos.
      Quem sabe você volta ao Brasil um dia... seria ótimo!
      Outros beijos.

      Excluir
  8. Oi Cristina
    Imagine um pão quentinho neste inverno, tenho saudades do friozinho, minha avó quando fazia pão colocava plastico por cima e colocava em baixo das cobertas para crescer.na imagem parecem deliciosos, por mais que não goste muito de pão integral eu os comeria, deu uma fominha agora...rs
    Você é uma menina super prendada, parabéns.
    Agradeço a você pela visita carinhosa. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Como vai, Verinha? Espero que ótima!

    Eu, desde pequena, sempre escolhi os pães, bolos e bolachas mais queimadinhos...
    O pão integral, por ser escuro, é meu favorito. E repare que eu os deixo bem morenos.
    Fazer pão é algo simples demais, algo ancestral. Não é prenda nenhuma, mas agradeço.
    Outros beijos aí na ilha!

    ResponderExcluir
  10. Ola.

    Por favor veja la o que se passa com o seu blogue que estou perdendo artigos interessantes.
    Quanto a este artigo também costumo fazer pao e gosto. Pode contar que vou experimentar esta receita.

    ResponderExcluir
  11. Oi Bruno!
    Tente me excluir a adicionar novamente... já tentei em casos semelhantes e funcionou.

    Adorável saber que também você é padeiro. Minha avó (agora demente) fez deliciosos pães até aos 85 anos de idade.
    Aqui, nos alimentamos com pães, ao café da manhã e lanche da tarde. Almoço e jantar pedem arroz com feijão (e guarnição).

    Um abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola

      So uma correcçao. Nao sou padeiro. Padeiro é profissao e essa nao é a minha. Faço pao quando me apetece por gosto. :)

      Excluir
    2. Ah, Bruno... você então é um padeiro por hobbie! Eu também.
      Dizem ser um dos ofícios mais antigos do mundo. Fato é que a casa se alegra, perfumada por uma fornada farta.

      Um abraço.

      Excluir
  12. CRISTINA QUE BELA IDEIA O SEU PÃOZINHO!!!
    QUANDO EU ESTIVER MAIS TEMPO PARA VIVER OS MOMENTOS MAIS PESSOAIS, E NÃO TANTO PROFISSIONAIS, VOU FAZER DESSAS COISINHAS BOAS!!!

    1 BEIJINHO QUEM AQUI DE PORTUGAL!!!

    LÍDIA

    ResponderExcluir
  13. Olá, Lídia!

    Tem coisa mais bela que uma fornada de pães perfumando a casa?
    Eu também estou trabalhando muito agora (reinício das aulas), só sobra o fim de semana.

    Outros beijos brasileiros.

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.