23.10.13

Organizando o caos

Este trabalho com sucatas favorece sobremaneira a aquisição de conceitos matemáticos básicos, pois aos sete anos eles necessitam de atividades concretas.
Eu aprendi num curso que fiz a mais de dez anos, com um grupo de doutorandos da UNICAMP.
Faço uma vez por semana, antes do recreio (porque a turminha "pega fogo"). São três etapas: na 1ª, eles contam as peças, anotam e comparam com o par.
Na 2ª etapa, seguem meus comandos: seriar, classificar, criar uma sequência, etc. Na 3ª etapa, disponibilizo um tempo para "jogo de construção" (montagem livre).
Em cada semana exploro conteúdos diferentes, e o registro no caderno, na aula após esta atividade, também varia.

Aqui, D. anota o numeral, após a contagem (vale solicitar ajuda ao amigo). A quantidade de peças que disponibilizo aumenta ao longo do ano.
No dia anterior, eu havia trabalhado a mandala no Ensino Religioso: representa o infinito, a perfeição, e consequentemente, a transcendência. R. compreendeu.
Pedi que reproduzissem a mandala, seriando (peças maiores no miolo, diminuindo ao final). Esta é da M., as tampinhas metálicas (menores) estão na última fila, numa sequência lógica, intercalando com as pet. 
Nesta classificação, surgiu o quadrado e a torre. O H. classificou por cores / tamanho.
Outra classificação por cores, e outra torre. Olha o equilíbrio, persistência, concentração e coordenação fina da K.!
O J. montou um muro, utilizando apenas um tipo de tampa. Foi preciso negociar trocas com colegas.
Nesta aula, pedi a torre, seriando do maior para o menor. L. está compenetrado. 
Neste registro, a B. colocou a data, colou o numeral, escreveu-o por extenso e reproduziu a mandala. Falta fazer a legenda.
Nesta época do ano, um textinho espontâneo também é possível (em duplas produtivas). No primeiro semestre, uma frase curta é suficiente.
Para crianças mais velhas, uma diversidade maior de materiais é recomendada. 

10 comentários:

  1. Que lindo uso para as tampinhas! Isso é bom e usá-las aumenta a criatividade! beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chica!
      É um material concreto de fácil armazenamento: potes, frascos, diversos tipos de tampas.
      Eles necessitam manipular, para adquirir conceitos matemáticos, alguns ainda não têm sete anos, e aprendem ludicamente.

      Outro beijin prá ti.

      Excluir
  2. Salam, Cristina!

    superinteressantes as atividades.
    Gostaria de estar ai contigo e participar também,
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Denise!
      Olha, não é má ideia... uma auxiliar de classe seria muito bem vinda. É desgastante atender vinte crianças ao mesmo tempo, numa idade em que a autonomia é limitada.
      Por outro lado, é o primeiro ano que tenho menos alunos, graças ao esforço do MEC em prol da qualidade educacional.
      Até pouco tempo, tínhamos mais de trinta alunos, e atividades assim eram inviáveis; éramos obrigadas a seguir o estilo tradicional.

      Abreijos interioranos.

      Excluir
  3. Oi Cristina!
    Uma atividade bastante didática e divertida pros pequenos e lhe proporciona uma boa avaliação de cada um deles. ;-)

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Jan, trabalhamos conceitos como: seriação, classificação, sequência lógica, contagem de rotina.
      Há outras possibilidades, tipo correspondência biunívoca, que planejei para a próxima semana.
      Há um tempo livre ao final, para brincarem (explorarem) com o material.
      O registro no caderno, na aula seguinte, ajuda a consolidar os conhecimentos.

      Outro grande abraço para você também!

      Excluir
  4. Parece ser um trabalho interessante, mas o meu comentario vai mais para outra coisa. Do que estou a ver nas fotos, parece-me que sucatas sao as tampas de garrafa. Em Portugal, uma sucata é o lugar para onde vao os chassis dos carros abandonados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Bruno!
      Aqui no Brasil, sucata representa uma classe maior de materiais: tudo que já utilizamos e podemos "desovar" nos lixões ou reciclar e reaproveitar, como é este caso.
      Esta subclasse das peças de carro são chamadas de "desmanche" ou "ferro velho", mas continua sendo sucata.
      Temos os desmanches ilegais, de fundo de quintal, onde se pega carros roubados para vender as partes.
      O pai de meu aluno tem uma bela empresa chamada "Sucatas São João", com máquinas modernas, focada principalmente na arrecadação de papéis e plásticos, que são reciclados em indústrias da "grande São Paulo".

      Abraços.

      Excluir
    2. Ola

      Entao é a mesma coisa porque eu falei so nos carros mas acho que é para mais material.

      Excluir
  5. É para vidros, papéis, plásticos e metais diversos (alumínio, ferro, cobre, chumbo, etc).
    Parte deste material propicia ótimas aulas de matemática, linguagem artística, ciências humanas e naturais, com ênfase em português ao fazer os registros.

    Até mais!

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.