12.1.14

Eu estaria de férias...

... contudo estou ajudando o dia todo na "Mão na Roda": fico no escritório e ao telefone, faço cobranças com a moto, atendo clientes, ajudo a limpar, faço compras e trabalho na produção.
Quando estou na produção, fico na divisão de pintura: lavo e seco as rodas após cada etapa; cada roda é lavada cerca de três vezes até que esteja pronta.
Também manuseio as "bichinhas" de um lado para outro, uma a uma porque são pesadas. Vira e mexe os meninos da pintura vão me chamar ao escritório em busca de socorro.
Na sexta-feira, dos sete colaboradores, estávamos com apenas quatro. Trabalhei quase de sol a sol (6 h 30 / 18 h 30) e entregamos tudo bonitinho.

Estas são rodinhas de avionetas, da fábrica onde o "Fiotão" trabalha. Esse designer é dele.
 São miudinhas, chegam cruas para jatearmos e aplicarmos fundo em tinta a pó.
 São divididas em duas partes, para afixação dos pneuzinhos. Acabaram de sair do forno, quentes.
 Estas são de carrinhos de mão, para entrega de mercadorias. E na oficina aparece também rodas de cadeiras de  rodas, tratores, carroças, caminhões.
 O grosso de nosso trabalho são essas de carros de passeio, em liga de alumínio.
 É um tal de querer mudar a cor; de ralar a roda no meio-fio...
 Demora quatro dias úteis para vencer todas as etapas, recolocar os pneus e balancear.
 De vez em quando, aparece uma ou outra roda de ferro, pesadona. Dá mais trabalho que as clássicas.
 Aguardando os donos buscarem (borracheiros de outras cidades).
 Esta vai para uma veraneio - carro antigo sendo restaurado.
 Aro 20", com pneu magricelinha, "facin" de entortar ao passar num buraco.
Pintadas, aguardando para serem diamantadas. A ferramenta de diamante dá brilho excepcional ao alumínio.
 Com aplicação de fundo, secando para serem lixadas, tintim por tintim.
 Feinhas, acabaram de chegar ao nosso "hospital".
 Já lixadas, acabei de relavá-las. Receberão as mãos de tinta, conforme cada cor. Um desses jogos será roxo e amarelo. Gosto não se discute.
 Os meninos pintores em ação. O da esquerda, já é casado e papai, com 18 anos.
 Meu colaborador europeu, na montagem (cobrindo o colega que viajou).
 Roda de moto - embuchamento da coroa.
 Rodas de carro antigo - um fusquinha da década de 60 em restauração. São montadas com aquelas faixas brancas em volta dos pneus, charme.
 Nos sobra até o carrinho de entrega para fazer. É mole? O Par fez um para seu irmão, e as encomendas começaram, contudo não temos tempo para este tipo de trabalho. 
Eis o que me aguarda para a semana!


6 comentários:

  1. Noooooossa, pegaste bem no trabalho.É assim mesmo! Legal a produção e essa semana tem muito esperando,heim? Bons trabalhos! beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chiquinha!
      Seus beijos praianos me foram bem sugestivos... nesse calorão!
      Por mais que eu me organize, as férias se escorrem em vãos de dedos. Ao menos a última semana será toda minha.

      Outros beijos interioranos a ti.

      Excluir
  2. Bom dia, Cristina!
    Noooossa!
    Você pôs a mão na massa pra valer... ooops! pôs a mão nas rodas.
    Trocadilho infame, né? ;-)

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Jan!
      Mão na roda é o que não falta por aqui, no sentido figurado e no real principalmente...
      Outro abraço procê!

      Excluir
  3. Olá Cristina.
    Cansei só de ler imagino você, quanta roda, designer do filhão que lindo. Sabe que nunca entendia de roda até conhecer marido que é apreciador..rsrsrs
    Parabéns pelo empenho. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Flor do Marajó!
    O pessoal não para de estragar as rodas de seus veículos... e eu que fico sem férias!
    Mulher não liga mesmo para estes acessórios, contudo os rapazes são apaixonados, e quanto maior, melhor.

    Te agradeço, e envio-lhe outros beijos!

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.