14.1.14

Suco verde

Estou aqui tentando tomar sucos verdes duas vezes na semana, para desintoxicar. O Par faz aquela careta espremida, como quem está sendo torturado com uma agulha fininha, e vira duma vez.
Quando compro melancia, guardo as casas para base de um suco verde. Acrescento outra fruta num pedaço pequeno de casca, com a parte verde e liquidifico. É bebível...
Também uso a parte branca ralada para refogar com carne moída, frango ou bacalhau. Daí apenas a partezinha verde vai pro suco. Sempre observo a casca antes de comprar.
Guardo a parte vermelha da melancia já picada, o "Fiotão" adora, mas é preguiçoso.
 Este suco, fiz com a casca grossa, meia maçã, o suco de uma laranja e gotas de adoçante. 
Neste, coloquei meia manga pequena, adoçante bem pouquinho e ervas do quintal: hortelã, melissa e salsinha. Acrescentei três talinhos de couve também.
 Substitui uma das seis refeições diárias. A manga dá consistência.
Meu almoço de ontem: purê de batatas com ervas, tutu de feijão com ovo mexido e granola, vagem refogada e bacalhau com milho.
 Hoje almocei arroz integral com talos de couve, o "restin" do tutu, omelete com granola e pepino.
Domingo ao jantar, saí da linha, pois o Par havia comprado um belo joelho de porco assado. No almoço, havíamos feito churrasco na cunhada, então o joelho ficou intacto.
Na cunhada, apesar de ter tomado uma taça de sorvete e um copinho de refrigerante, não saí muito da linha, apesar de ser um almoço festivo.
Terminei as costuras que havia iniciado de manhãzinha, na casa da mãe, e voltei  18 h 30, com fome: jantei aquelas pelezinhas de porco, gordurosas e deliciosas. RAIVA!
Conclusão: corri três km e meio para pagar o prejuízo, em pleno domingo à noite. No almoço de segunda, me safei; porém abusei novamente da carne assada (com pele crocante) ao jantar... mais corrida à noite. Culpa do Par!
Hoje comprei muitas frutas na feirinha livre, pois sobrou legumes da semana passada. Estou persistindo nas seis refeições e arrastando ele comigo, "malemá".

4 comentários:

  1. Ola

    Uma pessoa esta sempre a aprender. Melancia em Portugal é muito popular mas nao sabia que se podia dar tanto uso como por exemplo com carne. Tenho de ver isso melhor. Devo no entanto dizer que nao percebi certas coisas como "guardo as casas" da melancia. O que é isso por favor? E a parte branca junta à carne, a parte verde vai pro sumo e a parte vermelha é pra quê mesmo? Presumo que seja pra comer normal nao? Ja agora minha mae fazia gelado de melancia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bruno!
      Olha, a parte principal, e que se acaba primeiro, é sempre a vermelha, prá comer normal, fazer suco, picolés.
      A parte intermediária, branca, raladinha fica bem se refogada com carnes - parecida a chuchu (que adoro).
      É rica fonte de fibras e de sabor suavíssimo. Se caramelizarmos açúcar e a adicionarmos ralada com bastante coco, vira uma cocada, contudo engorda! Pulemos esta...
      A casca em si, verde e dura, ao ser liquidificada serve para suco verde, no caso da reeducação alimentar.
      Sempre sobrará casca verde, então enterro num vaso para virar compostagem.
      Ralada e refogada, também pode-se misturá-la em farofas. Assim não gero lixo, nem jogo dinheiro fora.

      Grande abraço.

      Excluir
  2. Hummm joelho de porco, que delicia.
    Deu agua na boca, vale qualquer castigo Cristina.
    Subo a Serra da Canastra.
    Acho interessante estas artes em sucos, creio que cozinha é mesmo um artesanato.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, Tonin, a coisa é boa mesmo, mas pesou tanto na consciência, quanto na balança... não é mais hora para estas estravagancias!
      O suco deu um contrapeso... ao menos tentou dar.

      Gostei de prosear contigo.

      Excluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.