11.7.14

Vaselina controversa

Desde que me conheço, via meu pai aplicando vaselina nos cabelos - parecido a essa latinha vintage. Ele não teve câncer, nem morreu calvo.
Imagem daqui
Todo inverno, aplico nos cotovelos e nas pernas, do joelho para baixo. "Sebo nas canelas" é uma expressão daqui, que indica rapidez, por ser escorregadio. Minhas canelas coçam e até sangram sem vaselina. 
Trata-se de um óleo mineral, do petróleo, que existe a quase 150 anos. Há quem exagera e diga que todo óleo mineral é cancerígeno, se mal refinado e com resíduos tóxicos, contudo só uso no inverno, pois é gorduroso demais (não sou alérgica). 
Nos calcanhares, aplico em excesso na noite anterior à pedicure eu. Coloco saquinhos plásticos e meias apertadas. Durmo assim, envelopada, e no dia seguinte faço os pés. Ficam macios e não racham partem. Na roça, o povo passava unto de galinha, banha de porco ou outra gordura animal.
Vaselina não hidrata, mas amacia, suaviza, dá elasticidade - é emoliente; forma um véu que impede a evaporação da água da pele, causando oclusão dos poros (tomar muita água hidrata de dentro prá fora). 
Inúmeros cosméticos contém vaselina com nome de petrolatum. Produtos 100% vegetais advertem: livre de petrolatum. Tá! Mas contém um corante que vem do petróleo... troca-se 6 por meia dúzia.
Controvérsias à parte, na roça usava-se para assaduras, para coriza nasal (não assar entre narinas e lábios), para lábios ressecados no inverno. E no cabelo, quem não tinha brilhantina, ia de vaselina! Para pentear cabelo pixaim também era usado.
A vaselina de farmácia, geralmente é filtrada três vezes (pura) e há uma infinidade de usos na net. Aqui na oficina, uso baldões dela para montar pneus. O preço é baixo e meus antepassados usaram.
Os antigos andavam descalços, e quando iam à cidade, besuntavam o calcanhar da botina com vaselina para não formar bolhas. Dá resultado, coloco nos calçados novos, todavia nunca uso no rosto...
Nós até comemos derivados de petróleo nos chicletes e corantes artificiais com nomes estranhos. Quanto mais cor exótica e intensa, mais probabilidade de vir do petróleo.
Um exemplo é o corante "azul brilhante FCP" e outras siglas doidas. Eles são mais baratos e conferem aos alimentos aparência mais vívida, por isso guloseimas multicor são foco desses corantes sintéticos. 
Porém, os piores venenos são naturais. Natural não quer sempre dizer inofensivo e nem artificial sempre perigoso. O arroz integral tem muito mais arsênico que o branco - lógico, está com a casquinha que fica mais próxima às poças d'água (e diversas águas minerais contém o veneno natural arsênico também). 
Moderação não mata ninguém; nem mesmo arroz integral devemos ingerir todo santo dia.  

7 comentários:

  1. Interessante sempre t ler;.Aprendemos ! E vaselina tem muitos usos mesmo! beijos, lindo fds! chica

    ResponderExcluir
  2. Então, Chiquinha, eu nunca pensei que um produto tão translúcido e acessível pudesse suscitar controvérsias!

    Tenha também um final de semana sereno, beijão.

    ResponderExcluir
  3. Hmm... Esse seu texto me deixou pensativa. Eu sou meio dessas de "é natural é saudável", e você tem razão: não é sempre, não. Muito legal o texto. Gosto daqui do seu blog.

    Beijão, Cris!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Companheira!
    É verdade, estou chegando à conclusão de que o mais saudável é a diversificação e comedimento, mesmo dentre os saudáveis.
    Sendo comedidas, podemos arriscar os não tão saudáveis de vez em quando... pois a ciência prova e desaprova.

    Beijão de volta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Também tô achando. Equilíbrio é a chave!

      Beijoss

      Excluir
  5. ~ Eu sempre usei glicerina contra o cieiro e como é doce, lambia os lábios quando garota, apesar das advertencias de mamãe,

    ~ Prefiro a glicerina porque a pele respira melhor. De 15 a 30 mns depois, retiro o excesso com papel absorvente-- não entra cieiro e não temos a sensação de estar besuntadas.

    ~ Recentemente, descobri que a glicerina entra na composição dos chocolates!
    ~ Quanto mais o "toque sedoso", maior a quantidade de glicerina o que aumenta bastante o teor calórico e, como bem referiste, não é saudável por ser um óleo mineral.

    ~ ~ ~ ~ Beijos amigos. ~ ~ ~ ~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do nome cieiro... sabe que aqui não há uma expressão correta para estes probleminhas? Dizem rachadura, ressecamento.
      Na minha adolescência, era moda os produtos de beleza com glicerina. A lanolina competia com ela, pois as duas não são minerais.
      Quando eu soube que o chiclete não vem mais do sapitizeiro e sim do petróleo, fiquei pasma!

      Outro beijão.

      Excluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.