3.8.14

Paciência pedagógica

Todo professor deve ter paciência pedagógica com seus alunos, estejam eles em qualquer fase ou idade. Dentre os meus, por exemplo, aqueles com mais dificuldade às vezes levam dez minutos para concluir uma palavrinha, e enquanto exercito minha paciência pedagógica com um deles, a turma "pega fogo". Normal. 
Porém, ontem tivemos curso, e parte da equipe estava em polvorosa para que o mesmo não ocorra mais aos sábados. Fato é que temos uma carga horária puxada e seriam necessárias duas noites de 4 horas para repor um sábado. E já temos reuniões às segundas-feiras.
Reclamaram do local, do lanche, do horário de lanche, reclamaram da lição de casa (esta é realmente cansativa e estressante). Não bastasse, reclamaram que apenas a escola onde atuo não participa da greve. A Prefeitura está em greve, e se 40 % do pessoal em cada área não trabalhar, o juiz intervém. Nossa escola não se encontra neste ano com uma composição de professores propícia à greves, só isto!
Eu ficava imaginando a paciência pedagógica necessária à nossa superiora aplicadora do curso e à coordenadora geral, que ficava de lá para cá, "apagando incêndios" e conversando com aquelas professoras cursistas mais exaltadas. Olha, é preciso ter perfil e sangue frio para não abandonar o cargo e voltar para o simples cargo de professor (eu já fiz isso). 
Perdemos  um bom tempo em debates e tivemos que correr com o curso para cumprir metas. No fim, o resultado foi ótimo: novos jogos e atividades para aplicar com os aluninhos. O melhor? Foi o primeiro módulo em que não teve lição de casa (mas já estava previsto assim). 
Resta saber se o local será mantido (a escola onde trabalho) ou teremos que fazer o restante do curso em outra escola, por insatisfação de quem não estava presente à primeira aula, quando se votou o tema e eu já julgava o assunto encerrado. Vai um pouco de paciência pedagógica ai? É com manteiga... 

10 comentários:

  1. É com manteiga... hahahaha. Imagino que tenha que ter MESMO! E é um dom. Eu não teria, sei disso.

    Mas dá pra ver que você se diverte com os aluninhos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com as crianças é outra coisa, Companheira. O problema é adulto com criancice! Haja pedagogia...

      Excluir
  2. Menina,
    eu fiz quenemquenem ocê, voltei pra sala de aula, não tive a paciência pedagógica necessária para lidar com as idiossincrasias dos colegas.
    Pra mim, pão na chapa, por favor :D
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Calu!
      E pensar que são todas pedagogas... mimadas pedagogas.
      Sartei de banda, Sô!

      Excluir
  3. Oi Cris!
    "paciência pedagógica" deveria ser matéria de grade na formação de professores. ;-)

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jan!
      A insatisfação humana beira à criancice. Reividicar, tudo bem, contudo elas tumultuam um curso que é oficial e logo termina.
      Em prol de um melhor trabalho com os alunos, vale o sacrifício.

      Abreijos de cá.

      Excluir
  4. Ainda mais nesse mundo de hoje, Cristina, paciência é artigo de luxo. rs Não é fácil essa vida de professora, minha amiga. Tão bonita a carreira, tão importante, e tão menosprezada, né? (Mas esse é outro assunto...).
    Saudade. Beijo, menina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudade também, Lucinha!
      Fico até com vergonha diante das chefes, tamanha a intolerância por parte da meninada que começa a carreira agora.
      Nossa carreira implica poder (com esforço conjunto) de mudar o destino de uma criança e de uma geração. Lidamos o tempo todo com a mente humana em seu molde ainda fresquinho!

      Bjs procê também

      Excluir
  5. ~
    ~ ~ É importamte um professor ter formação contínua, mas por cá não planificam cursos tão intensivos, com trabalho de casa!

    ~ ~ Para que serve uma formação que deixa o professor exausto para lecionar?

    ~ ~ Duas horas pós laborais, 3 vezes por semana. é o normal.

    ~ ~ Vós pareceis pacientes oriundos da China...

    ~ ~ ~ ~ ~ ~ Beijinhos pedagógicos. ~ ~ ~ ~ ~ ~

    ~ Ps ~ O meu acento circunflexo, não funciona, assim, não pude esvrever "paciencia de chines"... Tive que inventar a penúltima frase. A falta que faz!

    ResponderExcluir
  6. Ficaremos sobrecarregadas com o curso até 15/12, espero ter o ano que vem para ruminá-los e reler o material teórico, que estamos explorando rápido demais.
    A paciência de chinês é necessária numa rede municipal de quase 400 professoras e umas tantas afoitas a agitos.

    Bjs pedagógicos também procê

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.