24.6.15

Eu e as crianças

É comum professoras dizerem que criança "come" material escolar, se referindo figurativamente ao fato de "detonarem" tudo.
Não é incomum, entretanto, crianças literalmente comerem material escolar: lápis, borracha, cola, giz de cera, folha de caderno, tesourinha.
Tesourinha? Ma, vá!
Como não era de bom tom fotografar a criaturinha mastigando avidamente o instrumento de trabalho doado por mim, mostro-lhes apenas o resultado final.
Enquanto terminava a obra de arte, as atividades rotineiras ficaram à deriva. E a borracha, então? Ele masca, masca e atira nos colegas o restinho babado. 
Se chamo-lhe à atenção, lá vem palavrões, tentativas de tapas. Se dou colo, vira bebê de dois anos...  Se enrosca, se embrenha em mim. Lembre-se: É necessário ser doce com criança, qualquer criança.
Para amenizar danos, de uns dias prá cá, eu enfiei sua carteirinha entre minha mesa e o  cantinho da parede. Ele está todo orgulhoso por ser meu ajudante!
Percebeu por que professor tem mais férias que o restante do contingente global? E por sinal, elas estão chegando: Duas semanas de recesso de inverno para preparar projetos pro segundo semestre.

4 comentários:

  1. Oi, Cristina!
    Dias de descanso são sempre bem-vindos!
    A criança gosta de se sentir valorizada e muitas vezes ela só quer chamar a atenção para ter um carinho. Talvez não o tenha em casa...
    Ele engoliu os pedaços da tesoura?
    Lembro de já ter comido borracha, grafite, pontinha da caneta...
    Bom fim de semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luma!
      Duas semanas sem preparar aulas é a glória!

      São tão peculiares as crianças... Ele vai mascando e parte engole, outra parte baba e cospe (nos outros).
      Tive uma aluna que comia a unha do pé (não me pergunte como)!

      Beijos também de cá

      Excluir
  2. ~ Pachorra de Job, mas palavrões e tapas?!!

    ~ Como vais passar o teu recesso?

    ~~~~~ Abraço, amiga. ~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  3. O "bixin" é rebelde quando contrariado... Se não for por bem, por mal piorou. Melhor contornar a situação com jeitinho.

    No recesso, darei umas voltinhas pela região, pois na oficina não há recesso algum!

    Abraços também

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.