13.6.15

Quer morar no interior? Parte 3

Resultado de imagem para imagem segurança
De vez em quando recebo um e-mail com dúvidas sobre a qualidade de vida no interior. A dias recebi um pedido reincidente e aqui vai:
Aí no interior é seguro
Até o ano passado era. Atualmente duplas de moto descobriram que capacete e arma de fogo são o par perfeito para o crime. Passaram a barbarizar o comércio.
Furtos em residências por "nóias dependentes químicos aumentaram a 5 anos. Cada vez mais pessoas instalam câmeras, alarmes e cercas elétricas em suas casas (empresas do ramo estão nadando em dinheiro), sobem os muros e trancam os portões. 
Furtos de carros e motos parecem ter se estabilizado a tempos. Pelo menos, casos de estupros são poucos. 
Ainda há crianças que vão sozinhas à escola e pessoas a pé em altas horas da noite, entretanto essa cultura está mudando.
Não temos favelas, nem famílias inteiras morando na rua (alguns itinerantes da região que vão e vêm). Comparado a grandes centros, ainda há relativa segurança. O programa "Vizinhança Solidária" tem sido implantado em alguns bairros, e pretendo trazê-lo pro nosso.
Na adolescência eu estudava à noite e voltava a pé para casa, tranquilamente. Meu filho quando criança ia sozinho ao futebol, clube.

Tem bom policiamento?
Ainda não estou convencida disso. A uns meses eles tem passado mais nos bairros, porém bandidos entraram na edícula da vizinha e ela chamou. Não vieram de jeito nenhum.
Criou-se a lei proibindo capacete em postos de combustíveis e fora da moto (entrar em lojas). A multa é de R$ 500,00. Cidadão de bem não pode esquecer ao adentrar o posto, senão é ele que sofrerá, pois bandido vai roubar do mesmo jeito...
Muita gente paga aqueles guardinhas de moto, que passam na rua apitando de quando em quando pela madrugada. De longe o bandido sabe onde estão.
Entre meus parentes próximos, só meu irmão teve a casa arrombada, com furto de eletrônicos pequenos; fez B.O. e deu em nada. Nunca fomos assaltados: nem na rua, nem na oficina, porém o risco aumentou demais, ergui meu muro e já cotei cerca elétrica (daquela industrial, mais forte).

É possível andar na rua sem se preocupar com assalto?
Nas portas de banco o risco é maior. Claro que não se deve portar dinheiro, pois há olheiros. Durante o dia pode-se caminhar tranquilo pelo centro e bairros. 
Nas madrugadas há grupos drogados perambulando pelas ruas, o que pode acarretar perigo. O maior perigo atual é mesmo as duplas de moto assaltando o comércio.
Nosso maior problema tem sido a criminalidade crescente atrelada ao uso de entorpecentes por adolescentes. Dá medo em deixar a casa sozinha, dá medo das duplas de moto devido à oficina.
Na minha época, adolescente trabalhava e estudava à noite, não tinha tempo para formar gangue. Hoje raramente se contrata antes dos 18 devido às restrições - até aí já descambaram.

Imagem Net

2 comentários:

  1. ~~~
    ~~ Li as 3 partes...
    ~ Se continuares a fazer reclame do paraíso, parte do monstro paulista muda-se para o paraíso de S. João da Boavista...

    ~~~ Beijos marítimos. ~~~

    ~ Ps~
    ~ És terrível!
    ~ Tenho mandado correio importante para a tua Cx Postal eletrónica, mas 'não ligas nenhuma'!!
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  2. Tive que responder a um leitor ao qual eu estava em dívida; estes posts estavam a um tempão em rascunho.
    Temos problemas como em qualquer outro lugar. O gigante Brasil é muito diverso e as pessoas não possuem a real dimensão das peculiaridades regionais.
    A crise, como explico, já se faz visível também aqui, porém no momento o que mais assusta é a criminalidade crescente.

    (Te mando um e-mail)

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.