24.6.15

Tarde morna e morta...

Resultado de imagem para telefone antigo para colorir
... Exceto pelo telefone que toca sem cessar lá na "Mão na Roda". Com certeza, algum cliente de outro município não compreende por que não lhe atendemos nessa tarde "normal" de quarta-feira.
Feriados municipais assim causam algum transtorno, principalmente se a pessoa é desavisada e se desloca à cidade em questão e perde a pernada.
Amanhã cedo, com certeza terá cliente se condoendo por não ter podido retirar a mercadoria que estava em reparo conosco.
O dia esteve nebuloso, com sol espiando de soslaio, a meia-cara. O silêncio na vizinhança, poucos veículos a transitar.
Marido ronca no sofá; filho trabalha normalmente na fábrica, para trocar dia. E eu aqui, só no chazinho de melissa sem adoçar!
Adoro ficar deliciosamente confinada em casa. Saio a semana toda para trabalhar; saio a vida toda para trabalhar. Não sair e curtir a tarde sozinha, navegando por aqui, é "bão" por demais.
Daqui a pouco vou correr na pista da esquina, e andar descalça na última volta, e colher mais melissa para desidratar, e sentir a brisa do fim de tarde, e apreciar o deserto em volta da pista, e espiar o marido a contemplar-me de longe.

PS: Havia muita gente na pista - molecada aproveitando uma brisa gélida que surgiu, soltando lindas pipas; crianças bicicletando; adultos curtindo a paisagem.
Após a corrida, fiquei com meu Par num dos bancos a observar descompromissadamente a vizinhança. até o cair da noite.

2 comentários:

  1. ~ Então, foi um belo feriado municipal...

    ~ Por aqui, foi uma máxima de 28º - em casa com uma sensação térmica superior - um sufoco para nós...


    ~ ~ ~ Beijinhos calorosos. ~ ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  2. 28 graus para nós é ideal: Nem quente; nem frio! O mais gostoso desse feriado é saber que a vizinhança toda trabalha...

    Beijos geladinhos de cá

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.