7.6.15

Viuvez

Lembrando desta  postagem em que meu primo ficou viúvo aos 35 anos, ele abandonou a cidade vizinha onde vivia e voltou a morar com a mãe após ela ter estado lá por três semanas.
Ficou tão desesperado em achar outro par, que quase namora a moça cujo noivo morreu num acidente de caminhão 9 dias antes da Fabiana.
Ele vive a perguntar porque será que Deus fez isso, pois gostava tanto de ser marido da Fá, jamais pensou em traí-la, sente tanta falta...
Certo dia, num siricutico, renovou todo o guarda-roupa, não quis manter uma peça sequer que lembrasse o passado.
Arrumou outra pela Net, de uma cidade próxima e deu falatório entre a  parentalha. 
Certa vez, estudei um texto - pesquisa de psicologia que estudava esses casos. A conclusão foi de que viúv@s que tinham sido muito felizes, procuravam desesperadamente outro; aqueles que tinham um mal casamento, evitavam ao máximo a repetição.
Mas vai explicar prá parentalha que isso no fundo é uma declaração de amor à falecida, é a busca desvairada pela felicidade perdida...

A amiga que estava com a Fá (à frente), continua em cadeira de rodas. Após um ano fará cirurgia... Tem estado tão deprimida, que só falava em suicídio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.