7.9.15

Portinari: Casa, família e a capela "sistina" da Nonna

Meu Par, ressabiado com o "Museu-casas" em Brodowski.
 O Pintor ainda jovem.
 Pintura do pai italiano Jiovan Baptisti Portinari, fotografada da árvore genealógica.
 Retrato da mãe italiana Domênica Torquato (domingas). Mulher forte e "braba".
A avó materna de Portinari vivia na cidade vizinha - Jardinópolis.
O Pintor estudando a medalhinha da avó para pintar seus santos de devoção, em frente à capela em construção, que fica entre a casinha dela e do Tio Zé "Giuseppe", na chácara-museu.
A maravilha dedicada à Nonna. Os rostos são de familiares. No retábulo (altar): "Santa Luzia", à esquerda, é a irmã Ida e São Pedro à direita é seu pai Baptisti. São Francisco é o irmão Paulino e amigos íntimos formam a sagrada família - próximo à porta (incompleta aqui).
Há pequeninas estrelas ao fundo, coroas de espinhos, enfeites de corda e diversas inscrições alusivas.
Outra lateral com as singelas margaridas, rosas e cravos abaixo. Só estando junto à pintura mural para comprender a emoção...
A irmã Olga é Nossa Senhora e a esposa Maria é Santa Isabel. Jesus é representado por um amigo.
São João Batista, que não aparece na foto, é o irmão Luiz.
Há também, ao final dessa parede esquerda, Santo Antônio com o Menino Jesus. Não sei que foram os modelos...
Nesta imagem da Net: Avó paterna Pellegrina à esquerda com os filhos José e ... 
Mãe no centro com uma das meninas, outra menina ao lado (Pelegrina - Tata ?), Portinari (?) e o irmão mais velho; o pai. 
Esse casal teve 12 filhos, sendo Portinari o segundo.
Família Portinari Linha do Tempo