24.10.15

Até parece...

Resultado de imagem para imagem briga de bichos
Quem vê a Cri vir ao blog cantando vantagens sobre o sucesso do Par, quase tem uma invejinha...
O que a malandra não conta de jeito nenhum, é que quase se pegaram aos tapas nesse meio-tempo.
No início desses meses de transição, tivemos três brigas feias porque ele "se acabou" na cerveja. Pão líquido, cheinho de carboidratos, bate direto no fígado. Industrializada, pura química artificial.
Eu ficava de mal por alguns dias, dava boas "patadas", deixava alguns mimos por fazer. Acabei por chegar a um ultimato. O "bixu" tem 53 e age feito criança mimada - autopiedade!
Ah, como eu detesto a cerveja... Depois das recaídas, ele tem tomado uma latinha de vez em quando; não mais que uma naquele dia.
Agora, com os resultados promissores, a batalha está mais fácil. Sua pressão arterial caiu para 12 x 7 sem os carboidratos, e a cerca de dez dias ele não toma mais remédio, entretanto mede toda manhã.
Tiro medida da circunferência abdominal, também está diminuindo. O principal é a disposição e ânimo que a dieta proporciona. Ele está pedalando toda madrugada e ainda me traz mangas que recolhe nas chácaras do bairro vizinho.
Nesse instante ele está num churrasco masculino. Não estou agoniada a pensar na cerveja,  por saber que a consolidação ocorreu; claro que algumas recaídas ainda surgirão de vez em quando.

Imagem Google.