21.10.15

Jantarzinhos de niver do Filho - JUBILEU!

No domingo, a namorada do Filho lhe presenteou com jantar: Galinhada feita pelo sogro. Na entrada, serviram patês diversos com torradas. A sogra fez o bolo e salada maionese. A Gi fez brigadeiro e salada verde.
Eu e o Par fornecemos as bebidas (refri e cerveja) e água saborizada com limão e abacaxi, que fez o maior sucesso naquele calorão. 
Havia sete pessoas da família dela, nós três aqui de casa e seis convidados do aniversariante: Três primos paternos muito achegados e três amigos (dois amigos desmarcaram de última hora - contratempo).
Esqueci a "retrateira"...
Ontem, aproveitei o dia de folga para paparicar o filho. Preparei pão de queijo para levar de lanche à fábrica, comprei um bombom e pedaço de bolo de fubá com creminho - lanche para ele o o melhor amigo.
Num calor de 30 e tantos, jantar: entrada com salada verde (rúcula, alface e chicória - que amo), couve-flor no vapor, pepino com tomate, cebola, azeitonas, pimenta sininho madura em rodelas e muçarela.
O molho é de vinagre de maçã com limão, sal grosso, cheiro verde e abacate. Bati com água gelada até obter ponto. A gordura do abacate é melhor que certos azeites (que podem estar adulterados ou oxidados). 
Prato principal: Mandioca cozida no sal grosso de Cabo Frio (não precisa encarecer um produto tão básico, trazendo do himalaia ou qualquer outro canto); parte de pernil assado; arroz branco (visitas) e um curimbatá em postas.
Comprei as carnes de véspera, aguardei descongelar e marinei com sal grosso (tudo é com sal grosso), alho e limão.
Compro sempre o maior peixe. Retirei extremidades (cabeça, rabo, barbatanas) e fiz caldo com muito tempero, duas horas na pressão. Piquei em postas para assar - fica melhor para servir.
Escorri o caldo do pernil, conforme ia assando, e depois do peixe. Juntei os três caldos e guardei para uma sopa de legumes saudável.
Peixe em filés não dá. Ao descongelar, vira uma "sopa". Injetam água? O sabor é aguado...
Sobremesa: melancia, pêssegos (quase natal) e morangos (fim de safra).
Fiz esta torta-coringa de banana com canela e maçã - integral. Meia receita de massa sobre cinco bananas abertas ao meio e polvilhadas com muita canela. Sobre a massa, uma maçã em lâminas.
A "famiia": Par, aniversariante, Gi, minha mãe, meu irmão. A esposa dele estava ministrando um curso numa cidade próxima. Minha cunhada só tem um defeito - não quer filhos (brincadeira)!
Para beber, coca-cola (visitas) e água saborizada com lâminas de gengibre e rodelinhas de laranja. Fiquei feliz porque a água foi quase toda e sobrou muita coca - consciência (e as ações da coca-cola, enfim estão caindo de valor)! 
Não chamei a família do Par porque é muiiiito grande! E domingo já fizemos a reunião de família (dele) no rancho do João. Levei a garrafa nova com água saborizada - lâminas de pêssego. O povo "oiô cum respeito".
 O parzinho - estão juntos a mais de três anos.
 O trio. Eu, com "vistidin di andá in casa".
 Ele, completando trintão! "Véiu, hein Fioti"!
Muitas horas de trabalho, porém vale a pena. A glicemia do Par subiu de 117 para 126... No dia-a-dia ele não janta mais.
Com a salada que sobrou, fiz lanche matinal, separei para o almoço; congelei o pernil e parte do arroz branco. Meu irmão levou marmita - trabalhou até 6 h 00 da manhã. Nada se perde.