7.11.15

Ondas de calor, fogachos ou afrontamentos


Menopausa

A perimenopausa ou climatério chega para todas. As regras ficam irregulares e outras "cousitas" podem surgir. Ondas de calor, fogachos ou afrontamentos acometem 3 em cada 4 mulheres.
Desde fevereiro, por volta dos 50 anos e meio, eu comecei a perceber episódios de calor um pouco acentuados, que logo abrandavam.
Passei a acordar no meio da noite com a nuca suada, a ponto de ter que virar o travesseiro. Nada exagerado, apenas a sensação de que o ambiente ficou abafado.
Sempre fui mais friorenta que a média... Fiquei cabreira, só observando...
Então, aguardei o inverno e tudo transcorreu normalmente, entretanto sem aqueles instantes gélidos que eu costumava ter em outros invernos.
Será que as mudanças climáticas chegaram à Mantiqueira?
No mês passado, com as temperaturas subindo, atribuí os calores à elas. Chegaram as chuvas, refrescou, e os calores persistiram.
No fim de semana, senti calor aos 28 graus. Senti calor aos 22 graus! Em situações normais, sou fresca até aos 33 grauzinhos.
Tenho que admitir. São eles!
Pelo que pesquisei, duram em média 3 anos.
Para amenizar, deve-se evitar bebidas quentes; apimentados, cafeína e álcool; refrigerar os ambientes (quarto); beber muita água e colocar pouca roupa.
Sabe aquelas velhinhas assanhadas que vemos de perninhas de fora por aí? Pode ser mero efeito dos fogachos!
A flutuação dos níveis hormonais causa ondas de calor através do descompasso no mecanismo de controle térmico, gerado no hipotálamo. O corpo reage, em pouquíssimos minutos sente-se uma espécie de brisa.

Imagem Google.