27.1.16

Proteína ou carboidrato?

Resultado de imagem para aparelho diabetes
Recebi um e-mail de uma senhora pré-diabética solicitando algumas informações sobre minha prática atual com a glicemia alterada do Marido.
Minha experiência pessoal não é com diabéticos que se medicam diariamente; e sim, com pré-diabetes (predisposição)
Estudar em muitas fontes, inclusive internacionais, e "ler" o próprio organismo, é fundamental para complementar o tratamento médico. Cada pessoa reage diferente a cada situação.
Açúcar / glicose = carboidratos em geral: amido, frutose (levulose), sacarose, lactose, maltose, celulose. Se numa embalagem industrializada tiver maltodextrina - é açúcar.
***O carboidrato celulose não é digerido por nosso intestino onívoro, então compõe o bolo fecal. Para isso, necessita de gordura para lubrificar e escorregá-lo, não travando.
É importante frisar que o substituto do carbo não é a proteína, e sim a gordura natural, não industrializada.
gorduras: oleaginosas - amendoim, castanhas, amêndoas. Sementes - gergelim, girassol, abóbora. Frutas - coco, azeitona, abacate, azeite de oliva, óleo de coco e dendê. Animal - ovo (gema), manteiga e nata, banha de porco caseira, gordura natural de laticínios e das carnes (principalmente peixes).
Na minha infância rural, todo mundo comia amendoim fresco e orgânico desde o nascimento, éramos adaptados. Hoje há certos casos de alergias.
A quantia de proteína ingerida não varia muito quando se diminui o carbo justamente porque as gorduras devem aumentar. Elas imporão saciedade. Dieta sem passar fome é sinal de sucesso.
Três refeições são suficientes, com um ou dois lanchinhos intermediários contendo gordura.
Medir a glicemia (adquirir o aparelho) antes do desjejum - menos de 100. Exatamente uma hora após as principais refeições - menos de 180. Essa medição após as refeições indicará quais carbos alteram mais a glicemia daquela determinada pessoa, para eliminá-los.
Eu deixo o queijo para o café, a carne para o almoço e à tardinha ovo com um carbo leve: caldo de mandioca / feijão / baroa / fubá feito na banha com legume ou verdura /  milho com manteiga / batata-doce e abóbora madura (quem gosta) com granola de sementes.
No desjejum, o carbo é a banana prata. No almoço praticamente não há carbo. O caldo ou tubérculo cozido é o carbo do jantar.
O carbo é de digestão rápida e não sobrecarrega o aparelho digestório à noite. A carne requer mais tempo e energia para ser digerida, por isso no almoço é melhor.
Fruta pode? Nem todas!
Fazer trocas inteligentes - banana nanica pela prata / mamão papaia pelo formosa / maçã comum pela verde / melancia pelo melão / manga pela goiaba / caqui pelo morango. Citrus sempre com bagaço / frutinhas menos doces.
As frutas devem ser ingeridas como sobremesa ou com gorduras: Uma laranja inteira após o almoço / banana com goiaba e granola de sementes - gergelim, girassol e abóbora. Um maracujá roxo ou pêssego com coco ou oleaginosa após o jantar.      
A fruta sozinha eleva a glicose, pois a frutose metaboliza rapidamente no fígado e há outros açúcares na fruta. Sempre junte uma gordura. Xarope de milho é a frutose concentrada - perversa da indústria alimentícia (feito da maizena - karo). 
Cardápio: desjejum - 1 fatia queijo branco, iogurte de kefir, abacate, café sem adoçar, banana prata com outra fruta e granola de sementes.
Almoço - uma porção normal de carnes variadas (incluse miúdos), salada mista com azeitonas e lâminas de frios, legume gratinado com queijo curado e um citrus.
Jantar - caldo ou tubérculo cozido (pouco) com manteiga; coco, oleaginosa com frutinha de baixo índice glicêmico, ovo - 1 ou 2.
Lanchinho - guloseima / petisco - azeitonas, amendoim, palmito, coco, castanhas, frios moderados (salame, lombo canadense, peito de peru) queijo curado, chocolate 70% (1 quadrinho), vinho tinto...
NÃO PRECISA FORÇAR A GORDURA, tempere naturalmente.
Para meu Marido, o resultado surgiu em uma semana - baixa glicêmica de 167 para cerca de 130. Depois, a diminuição no peso, que continua aos poucos. A pressão arterial elevada com 10 anos de medicação, SAROU! 
O ânimo e disposição foram visíveis e as dores difusas se foram. O abdome globoso murcha e diminui medidas. A glicemia em jejum só passa de 100 quando ele abusa da cerveja na véspera - está trocando pelo vinho tinto.