14.3.16

Blog ou vlog?

Resultado de imagem para imagens vlog ou blog
Do meio do ano para cá, tenho estado constantemente ao Youtube. Várias blogueiras migraram e ao acompanhá-las, fui encontrando novas veredas.
Curto menos blogs que antes, todavia ainda sigo uns veteranos... Muita gente sumiu desde agosto de 2010, quando me apaixonei por essa mídia que me mostrava detalhas de brasileiras nos cantinhos do mundo.
Ao iniciar minha reeducação alimentar, desde início de 2014, tenho estado mais junto a blogs temáticos relacionados a nutrição.
Meus posts vem denunciando essa vertente natureba desde então. Uso a plataforma como ferramenta de estudos autodidatas e motivação. 
Comentar apenas o cotidiano tintim por tintim acaba por cair no vazio. Começa a ficar repetitivo, afinal minha vidinha é básica, frugal.
Se tiver tempo, no recesso de julho, migrarei meus textos nutri para um novo blog, arrumando essa baguncinha aqui. Nem sei, talvez. O tempo desembestou de vez...
Ainda gosto de escrever meus devaneios, embora essa Net ruim cause desânimo. Penso que fica um registro para meus netos (se os tiver) e para reler daqui 20 anos. Desde a puberdade tive diários.
Tenho estado muito preguiçosa de ler minuciosamente os posts de outrem, e comentar com propriedade. Sobretudo comentar devidamente! Se for para dizer: "Oi, beijo", melhor não.
E aquela enxurrada de anônimos sem noção que comentava meus textos (e eu deletava) tem diminuido. Sem contar blogueiros que vão "copiando e colando" a mesma ladainha para angariar adeptos. Coisa feia.
A vida é cheia de focos, e deve ser. Quando estamos focados no preto, ignoramos o branco. Acontece muito com grávidas, viajantes, mudança de emprego, carro novo...
Quanto aos filminhos caseiros do Youtube, enquanto forem novidade, me prenderão pela força imagética, pela expressão facial, o som expelido pela fala do vlogueiro.
A leitura paralela que podemos fazer nas entrelinhas, enquanto observamos cada cantinho do cenário, seguindo brasileiras mundo afora... E as entrevistas com feras do mundo nutricional!
Cada fase e cada mudança de mídia trazem seus aprendizados. Os dois temas que me empolgam continuam presentes: O mundo lá fora e a nutrição.