16.3.16

Lá se vão as chuvas do verão

Aproveitando o raro memento de Net ótima, eis o aguaceiro do início de ano, que inundou a cidadezinha vizinha de Águas da Prata:
O piscinão aqui da esquina quase transbordou... e a gente lá assistindo embaixo de chuvisqueiro, a água não escoava.
Achávamos que havia entupimento, sem saber do sufoco lá na Prata. Não parece, porém há uma lagoa imensa se formando aí.
A pista de corrida em volta desta obra tem 830 metros, e é profundo... Água de chuva que não acaba mais.
Fascinante e assustador. A força da natureza é insuperável.
O córrego que deságua ali também cheio.
E pensar que no ano passado estava tudo seco, um filetinho d'água.
O piscinão de outro ângulo.
É neste espaço aqui na esquina que eu corro. Nas duas extremidades formam-se pracinhas. Um encanto de local.