29.4.16

Manteiga ou margarina?

Mais uma evidência em favor das gorduras saturadas naturais! Ela se encontra aqui.
CÓPIA:
"Uma nova pesquisa de dados antigos sugere que o uso de óleos vegetais ricos em ácido linoleico não conseguiu reduzir a doença cardíaca e a mortalidade geral, embora a intervenção reduzisse os níveis de colesterolE os pesquisadores descobriram que o consumo de óleos vegetais pode realmente ser pior para a saúde do coração do que comer manteiga."
Ué!!!
O colesterol baixou e as pessoas morreram mais que o grupo sem intervenção? Então colesterol baixo mata mais que o alto???
Colesterol baixo - vitamina (hormônio) D baixo; má cicatrização - ele é o "pedreiro" que repara os estragos. Envelhecemos mais, pois ele é antioxidante. Estude sobre colesterol.
Tome cuidado com suas estatinas para baixar colesterol - este vídeo meio exacerbado é um alerta. Tome cuidado com gorduras vegetais hidrogenadas (em produtos alimentícios) ou óleos "canola e cia"... 
Colesterol alto é problema em determinados contextos; em outros, não. 
Eu me preocupo primeiramente com glicemia, pressão arterial, triglicerídeos, proteína c-reativa (inflamação) e abdome globoso (gordura visceral).
Aqui em casa, a banha de porco caseira e a manteiga artesanal fazem a festa na "pontinha da faca". São naturais;  usadas com moderação, só nos fazem bem e trazem maior saciedade.
Tenha mais medo do açúcar (amidos refinados, frutose processada industrialmente); esse sim mimetiza-se nos alimentos industrializados para transformar-se em gorduras inflamatórias que danificam as artérias e "matam do coração".
Enquanto a gordura "mata a fome" açúcares geram mais fome ainda após duas a três horas de consumo - faça o teste você mesmo: almoce três ovos caipiras "na manteiga" e no dia seguinte, coma uma macarronada com pouca gordura.
MAIS  CÓPIA:
"Por que os óleos que contêm ácido linoleico iriam reduzir o colesterol, mas pioram ou pelo menos deixam de reduzir o risco de ataque cardíaco é um assunto de investigação em curso e animado debate. 
Alguns estudos sugerem que estes óleos podem - sob determinadas circunstâncias - causar inflamação, um fator de risco conhecido para a doença cardíaca. 
Há também alguma evidência de que eles podem promover a aterosclerose, quando os óleos são quimicamente modificados num processo chamado de oxidação."

2 comentários:

  1. Estou colocando óleo de coco no café, realmente tira muito a fome .
    Bjoss

    ResponderExcluir
  2. Olá, Renatinha!
    A Suécia está na vanguarda quanto à alimentação de baixo carboidrato! Por aqui, estamos engatinhando...

    Beijinho sabor café procê!

    ResponderExcluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.