30.5.16

Colesterol

Resultado de imagem para imagem partículas de LDL
Como saber se o colesterol está mesmo preocupante? Sempre faça o exame fracionado - HDL, LDL (IDL) E VLDL. E complemente com o exame de triglicérides.
Não podemos nos guiar apenas por aquele número "200" que consta dos exames. Uma pessoa de um metro e meio não pode ter os mesmos "200" de outra com dois metros...
O triglicérides deve estar abaixo de 150; isso por si só já é um indicador de que o HDL (colesterol "bonzinho") estará ótimo. Os dois vivem em gangora, um sobe, outro desce.
O valor de  HDL deve ser dividido pelo valor do colesterol total e o resultado deve ser de no máximo 4,5.
Exemplo: Meu Par está com 246 de colesterol total. Seu HDL está em 76; então, ao dividir um pelo outro, encontra-se 3,24 - excelente!

E não nos esqueçamos que LDL pode conter "gotas" grandes ou pequenas. Um LDL com gotinhas miúdas é perigoso. Pena que o exame não é tão disponível...
Havendo gotas grandes de LDL (IDL), é menos aterogênico, pois fluirá pelas artérias sem aglutinar umas nas outras e não se enrosca nas paredes arteriais.
Junk Food gera partículas miúdas, ao passo que alimentação natural de baixo amido e açúcares, aumenta o tamanho (qualidade) das gotas.

Ah, e mais importante que isso tudo é a glicemia, que deve ficar abaixo de 100 em jejum. Não esquecendo a pressão arterial de 12 X 8 e a circunferência abdominal.
Açúcar em suas diversas formas (glicemia) leva ao hormônio insulina que leva ao dano oxidativo (radicais livres) e puxa a inflamação.
Estresse emocional, estresse físico, alimentos ultra processados, metais pesados, fumo e álcool, medicamentos, poluentes e toxinas ambientais somam-se ao açúcar.