15.6.18

Medicação: 3ª maior causa de morte

Original  AQUI


As  mortes  por  medicação só perdem para doenças cardíacas e câncer.
Eu realmente preciso desse teste, procedimento ou medicação? Quais são os riscos? O que acontece se eu não o fizer? Existem opções mais simples ou mais seguras?
Médicos nem sempre sabem o que é melhor para cada individualidade dos pacientes. A tomada de decisão compartilhada (entre médico e paciente - aqui) deve receber prioridade máxima no gerenciamento do tratamento.
Farmacêuticos também devem ajudar os pacientes na melhor compreensão de seus medicamentos para reduzir efeitos nocivos da polifarmácia.
Médicos sabem que 80% das doenças crônicas são causadas pelo estilo de vida: nutrição inadequada, tabagismo, sedentarismo e outros. Falta-lhes confiar nos resultados de estudos observacionais de alta qualidade e ensaios controlados randomizados, e aplicá-los. 
Um terço de gastos em assistência médica não trazem benefícios ao paciente (aqui). Um em cada sete tratamentos médicos e cirúrgicos não deveriam ter sido realizados (AQUI).
Uma epidemia de desinformação, torna difícil para profissionais de saúde e pacientes, conhecer reais benefícios e riscos de tratamentos: financiamentos tendenciosos da pesquisa, relatórios tendenciosos em periódicos médicos, reportagens tendenciosas na mídia, informações meramente comerciais.
Conflitos de interesse da indústria farmacêutica se aproveitam da incapacidade dos médicos de compreender e comunicar estatísticas de saúde (aqui).
É um imperativo ético que médico e paciente entendam a diferença entre risco relativo e absoluto (ou NNT), para proteger os pacientes de ansiedade e manipulações desnecessárias. Numa pesquisa com profissionais de saúde, 70% falharam no teste de três perguntas sobre avaliação crítica de medicina baseada em evidências (aqui) .

7.6.18

Por que comer gordura?

10 RAZÕES PARA COMER MAIS GORDURA NATURAL:

EMAGRECE
(porque regula os hormônios)
2
AUMENTA O HDL E REDUZ OS TRIGLICERÍDEOS 
(se diminuir carboidrato) 
REDUZ A GORDURA DO FÍGADO 
(que é causada por carboidrato) 
DÁ MUITO MENOS FOME 
MANTÉM O AÇÚCAR NO SANGUE ESTÁVEL 
(evita diabetes) 
MELHORA A ABSORÇÃO DE VITAMINAS
LIPOSSOLÚVEIS E DOS MICRONUTRIENTES 
REDUZ A VONTADE DE AÇÚCAR 

DEIXA A COMIDA MAIS SABOROSA, 

MACIA E SUCULENTA 
É INOFENSIVA A MILÊNIOS 
(gordura natural, mesmo a saturada, é saudável) 
10 
É ACESSÍVEL E PRÁTICA 
Basta escolher alimentos com gordura natural: carnes e miúdos, ovos, laticínios, frutas gordas (abacate, coco, azeitona), oleaginosas, sementes (amendoim, chia, girassol, abóbora, gergelim).

Gordura hidrogenada / óleo vegetal = veneno

1.6.18

Estresse circulatório em diabéticos

Texto  original AQUI

Resultado de imagem para imagem insuficiencia cardiaca
A insuficiência cardíaca é uma complicação diabética de açúcar no sangue mal controlado.

Pessoas com diabetes têm (além da hipertensão arterial e doença cardíaca coronária) uma causa de insuficiência cardíaca, nomeadamente estresse circulatório.

O que significa? 
O alto nível de açúcar no sangue faz com que a dinâmica do sistema cardiovascular mude...

O estresse no coração aumenta com o aumento da carga de fluidos no próprio coração. Essa carga é bastante discreta, mas por ser crônica, torna-se séria. 

O controle inadequado da glicemia (HbA1c> 9,5%, ou seja, 80 mmol / mol) resulta em quase o dobro do risco de insuficiência cardíaca. Necessita acompanhamento médico, nutrição adequada e movimento.

Nota minha:
Diabéticos se deterioram apenas se o sangue estiver doce demais...
Nutrição com baixo carboidrato é fundamental no controle e até remissão de diabetes (e suas tantas complicações). 
"Sangue doce" faz com que as pontinhas (extremidades) do corpo sejam mal nutridas (mal irrigadas) e adoeçam.
Imagem google