17.1.17

Gula e preguiça?


Resultado de imagem para imagem gula e preguiça

Sim, a gula e a preguiça são dois pecados capitais. E não, você não está corpulento por ser guloso e preguiçoso!
Comemos demais quando já estamos acima do peso. A adiposidade abre o apetite devido ao descontrole hormonal. 
Orientações dietéticas desatualizadas que recomendam baixa gordura e alto carboidrato levam à fome constante e obesidade. Aí mandam se movimentar... Todos sabemos que movimento abre apetite!
Quem se encontra acima do peso deve baixar carboidratos alimentares, eliminar certos industrializados (os ultraprocessados), e aumentar a ingesta de gorduras de fontes naturais. Deve evitar frutas muito doces, restringir açúcar e farinha de trigo (fubá, tapioca e arroz integral saudável também).
Deve eliminar gordura vegetal hidrogenada, margarina e óleos ultraprocessados (de soja, canola, girassol, milho, etc). Usar banha de porco e manteiga se não puder pagar por óleos prensados a frio, mais caros.
Ensaios clínicos sérios feitos com randomização, mostram que 80% do sucesso do emagrecimento está no prato e apenas 20% na atividade física.
É possível emagrecer sem atividade física? Sim! Todavia não aconselhável devido a todos os outros benefícios advindos do movimento.
É possível deletar a pança exagerando na atividade física e apenas diminuindo o tamanho do prato (comendo pouca gordura boa e muito carboidrato-lixo)? Difícil a longo prazo, pois exercício dá fome e carboidrato-lixo também!
A epidemia mundial de obesidade vem daí. O pior é culpar o obeso (que na verdade é a vítima do status quo) por sua obesidade e por deixar que surjam riscos aumentados para: pressão arterial / dislipidemia / gordura no fígado / inflamação e dores difusas / diabetes II / infarto / derrame / câncer.
Já viu alguém se acabar comendo vegetais? Mesmo a carne, se feita sem glutamato monossódico, não leva à gula. 
A hiperpalatabilidade dos industrializados leva ao exagero... Ter em casa esses produtos é uma armadilha venenosa.
Pepino: "é impossível comer um só"...