17.1.18

Cetogênica / Keto é ok

A descrição da imagem não está disponível.

Associação Médica Americana torna-se fortemente favorável à dieta Cetogênica / Keto para manejo de síndrome metabólica (obesidade, diabetes, pressão alta, triglicerídeos altos e HDL baixo).

Isso é muita coisa!!! Se os americanos recomendam Keto, o mundo os copiará. Keto é alta gordura... Quem diria!

A equipe do Dr. David Ludwig (livro Emagreça sem fome) fez um ótimo trabalho em favorecimento da cetogênica.

Com ela, elimina-se mais peso, mais gordura visceral, há maior facilidade na manutenção da magreza, com menos fome em todo o processo, pois o metabolismo continua alto o tempo todo.

Além de reduzir toda a síndrome metabólica, a dieta cetogênica causa remissão na diabetes II.

Se o LDL aumentar, haverá mudança para partículas grandes e pouco densas - com baixo potencial aterogênico.

Creme de chocolate

Resultado de imagem para imagem creme de chocolate

1 xícara de chá de cacau em pó
1 caixa de creme de leite
1 xícara de café de canela em pó
2 xícaras de café de xilitol
1 gelatina sem sabor diluída

Bata bem com colher / coloque em forminhas para gelar.

Enfeite com raspas de limão / coco fresco / morango.

Nachos "slow carb"

Resultado de imagem para grade do forno dako

Primeiramente, ligue o forno.
*O fubá será o único ingrediente crítico.

2 ovos / 1 colher de banha
Sobras de verduras, talos e cascas
*Liquidifique tudo pouco a pouco.


Numa baciona, junte a mistura a 1 xícara de fubá, temperos naturais (curry caseiro) /  bastante pimenta / sal e farinhas low carb. 
Amasse até formar 1 bola e sove bastante.
Num filme plástico, estique a massa ao máximo.
Vá colocando partes disformes na grade do forno, como um varal.
Asse o "varal" até ficar crocante.
Se usar 2 barras da grade, seu nacho fica em formato de cestinha.
Deixe esfriar num prato aberto e sirva com guacamole, patês, molhos e cremes low carb. Fica verdinho e apimentado!

Cai expectativa de vida


Quase no mundo todo, a expectativa de vida vem aumentando!!!

Nos estados Unidos, entretanto, houve queda de  aproximadamente 1 ano, devido principalmente a problemas relacionados à obesidade.

De acordo com um novo estudo, a obesidade americana pode ser responsável por cerca de 186.000 mortes prematuras por ano, afetando sobretudo, pessoas acima dos 40 anos.

FONTE

16.1.18

Dia internacional "Low Carb"

Sobre a Dra. Annika Dahlqvist
ANNIKA DAHLQVIST, médica sueca, fez a campanha para que a data passe a ser comemorada de agora em diante.
O motivo: Em 16 de janeiro de 2008, o Conselho Nacional de Saúde e Bem-Estar da Suécia, anunciou a aprovação da dieta LCHF para tratamento de obesidade e diabetes tipo 2.
Após a investigação da evidência científica, verificou-se que a dieta era um tratamento efetivo e que não havia evidência de efeitos adversos.
Annika foi "o Noakes" da Suécia - passou por batalha judicial para poder medicar em "Low Carb".

11.1.18

Hospital inglês proíbe açúcar

5673

Devido à obesidade alarmante entre os funcionários, hospital em Manchester proibiu todas as bebidas açucaradas, bem como as refeições com açúcares adicionados. Oferece opções low carb.

"Queremos que 2018 seja o ano em que a opção gostosa, acessível e fácil para pacientes, funcionários e visitantes seja opção saudável ".

O hospital Tameside removeu o açúcar adicionado das refeições e retirou lanches açucarados e bebidas efervescentes em seu cardápio. As únicas bebidas que os visitantes podem comprar são chá, café, leite e água.