20.3.14

Graviola

No sítio do tio Nísio há uma gravioleira que perde seus frutos azedos ácidos por falta de demanda. Eu trouxe para fazer suco, o "Fiotão" tomou, contudo ele logo se transforma numa gosma num gel estranho, difícil de encarar.
A planta está frutificando bem na serra, com frutos vistosos por vários meses do ano. Este pé é novo e tem uns três metros de altura; a copa é rodada e os frutos ficam próximo ao chão. Veja:
Esta é a graviola que colhi. Apenas toquei nela e se soltou; estava de-vez e em dois dias na fruteira ficou molinha.   
Elas caem e nem os bichos as comem. As formigas tiram-lhe a pele apenas, abandonando a polpa ácida, que apodrece aos poucos, cheia de bolor. Aqui, dois estágios diferentes.
Agora, apenas sobraram as sementes clarinhas. Dizem que na versão doce, a semente é negra.
Este botão parece estar em ponto de florir e futuramente formar nova fruta. Elas nascem nos brotos e troncos.
Este botão ainda está novinho, mais verde que o outro.
Aqui, uma planta adolescente, crescendo espinhudinha em meio a folhas fortes e brilhantes.
A "jaquinha" que colhi... grande e pesada. Bati, coei e armazenei a polpa em copos descartáveis. Fiz um pouco de suco, que consideramos bebível, contudo logo fica espesso.
O caminho das formigas, chamado "correção". As danadas depenam as frutas e levam as cascas.
Um ninho delas, chamado "olheiro". Este "portão de entrada" é o olho do formigueiro.

12 comentários:

  1. Interessante esse contato com a natureza tão pertinho! Adoro graviola,em suco ou sorvetes!


    beijos,lindo outono,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente noite, Chiquinha!
      Sucos ou sorvetes, porque esta variedade in natura, o que tem de bonita tem de antipática: é demasiadamente azeda!

      Outro beijão outonal - e que chova, chova... Sim, aqui está chuviscando!

      Excluir
  2. Salam!

    verde....aromas....terra....sabor....Amor!

    que bom ver isso tudo em seu blog,
    abraços do Rio (em guerra!)...A situação dos morros "pacificados" está terrível....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Denise!
      A tempos não vejo noticiário. Aqui no "fundão" ainda há sossego... não sei até quando.
      A paz é a prioridade número 1 deste Brasil, mas infelizmente governantes não pensam assim.
      Lá na serra, dormimos com portas destrancadas; o único perigo são as assombrações (para quem acredita).

      Um abraço sereno prá ti.

      Excluir
  3. Como gostei de ler este post! Experiências diferentes das minhas quanto às graviolas! Lembra-se que num dos meus post tb me referi a esta fruta que comi pela primeira vez naquele dia? Fiquei a gostar muito de graviola. Fiquei com saudades de comer uma agora. Tenho que comprar mais!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Catarina!
      Me lembro de você toda vez que vejo as graviolas se perdendo no pomar. Este pé lá da serra produz frutas muito azedas, mesmo assim, congelei um pouco de polpa.
      O suco deve ser tomado rapidinho, senão engrossa.

      Outro beijão do hemisfério sul.

      Excluir
  4. Cris olha que coincidência, essa semana vi um comercial de um suco tropical de graviola, mas na hora na não consegui lembrar o nome da fruta de jeito nenhum, pois hoje abro o seu blog e com quem que eu dou de cara? A graviola rsrsrs, que delícia, agora não esqueco mais o nome :)
    Grande beijo pra vc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Renatíssima!
      As frutas no pé são tão lindas quanto o nome, preciso encontrar boas receitas para elas urgentemente!
      Outros beijos, e aguardo notícias do enlace...

      Excluir
  5. Olá Cristina!

    Não conhecia nada sobre a Graviola, mas achei muito interessante.
    Aqui em Portugal não há. Poderias escrever aqui, acerca dos benefícios que esta planta trás para a saúde?
    Obrigada.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cris!
      O principal benefício é o auxílio no tratamento contra o câncer. Aqui na região, pessoas em tratamento fazem uso da polpa em sucos. Inclusive minha tia "corta volta" para nem passar perto do pé, lembrando sua época de radioterapia X suco.

      Mais beijitos daqui prá Portugal.

      Excluir
  6. ~
    ~ Não fazia ideia de serem ácidas.
    ~ Adoro anona e Espanha já produz com qualidade.
    ~ Pois, a graviola tem grande reputação de possuir ação antitumoral.
    ~ Encontro-a enfrascada, em lojas de produtos naturais.
    ~ Um grande respeito pelos aflitos que a ela recorrem.

    ~ O Algarve já vai na terceira semana de sol... ~

    ~ ~ ~ Beijos radiosos. ~ ~ ~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima noite, Majo!
      São azedíssimas, mas há variedades doces... pense numa anona banhada em limão: é a graviola daquele pé.
      Eu tento degustar um pouquinho, contudo fazendo careta, ao passo que a atemoia (prima dela) é doce demais, enjoativa.

      Vocês com sol e nós com as esperadíssimas chuvinhas esparsas. Tudo perfeito!
      Beijinhos chuviscados daqui.

      Excluir

Desativado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.