22.7.16

Pegadinhas da indústria alimentícia:

A indústria não é vilã como nas novelas, ela só quer vender mais que as concorrentes. Para tal, usa-se artifícios que a ANVISA finge não notar.
Veja:
"Zero adição de açúcar" - lá nas letrinhas miúdas de ingredientes consta " suco concentrado de maçã" e o produto não tem nada a ver com a maçã. Esse é um açúcar disfarçado - frutose de maçã.

Também na lista de ingredientes - farinha de trigo "enriquecida" com ferro e ácido fólico. Não é enriquecida coisa nenhuma. A indústria é obrigada a repor o que o refinamento tira da farinha.

"Cereal integral" - uma pequena porcentagem de integrais em meio aos refinados já faz com que a ANVISA permita a propaganda.

Estampado na frente da embalagem: "ovos caipiras" / feito com vegetais "orgânicos" - puro apelo comercial. Cê acha que a quantia que a indústria utiliza, ela vai pegar o mais caro?
Mais letras garrafais: produto "artesanal" alimento "caseiro". Gente, se foi confeccionado numa fábrica, aos milhões, como pode ser caseiro ou artesanal? Esses eu não compro mesmo!

E essa: "zero % gorduras trans. E lá na lista de ingredientes há um monte de gorduras artificiais (óleo tal, gordura hidrogenada). Que diferença faz da trans? Sem contar que a porção para ser considerada livre de trans é de meia bolacha, por exemplo, porque até 2% é considerado zero (como eu já escrevi aqui ).

E os produtos light ou diet? Eles não contam que retiram a gordura e enchem de açúcar ou adoçantes artificiais que fazem mais mal. Compensam aquela falta com outra coisa... Qual a vantagem?

Nas embalagens, leia apenas a lista de ingredientes. O resto é propaganda. Lembrando que o que vem primeiro contém mais. Se um pão integral começa com farinha branca na lista de ingredientes, não é integral coisa nenhuma! 
E tome muito cuidado com o açúcar disfarçado. Ele pode vir fracionado em três ou mais produtos diferentes, até com nomes estranhos.
Podem ser: melado de cana, extrato de malte, suco concentrado de maçã, amido modificado, xarope de glucose, demerara, mascavo, orgânico, frutose, maltodextrina, sacarose, leite condensado, xarope de milho, doce de leite, glicose de milho, mel, açúcar invertido, carboidrato cristalizado, dextrose. agave, xarope de bordo, maltose, lactose, caldo de cana desidratado, cana de açúcar, açúcar de beterraba, maple syrup, melaço, suco de frutas concentrado, xarope de guaraná, xilose.

Ufa! e aí? Cê ainda tá com medo da gordura natural dos alimentos saudáveis? Falo da banha de porco, manteiga, laticínios integrais, abacate, azeitona, coco, ovo, carne, ave com pele, peixe gordo...
Alimentos in natura são comida de verdade / ultraprocessados são imitação de comida.
Faça uma receita prática e congele (corretamente) o excedente. O congelamento é um grande aliado da comida de verdade. Porém, um simples caldo industrializado estraga toda a comida natural. 
Use especiarias e ervas secas/ frescas. Cozinhar sem itens artificiais é empoderamento!