13.10.15

Comida é combustível ou entretenimento?

Resultado de imagem para posto de combustivel bizarro
Já pensou se ao colocarmos combustível no veículo, ele cuspisse fora e ficasse reclamando:
_  Ah, esse não gosto, prefiro mais docinho ou com sabor chocolate...
Para portadores de glicemia alterada, esta questão deve ficar clara. No estado glicêmico elevado, as células não recebem adequadamente combustível, mesmo a possoa comendo o que mais lhe entretém.
Vale mais o prazer da degustação ou o prazer do bem estar geral ao longo de todo o tempo, inclusive melhorando (ou evitando piorar) a saúde?
Quando nos deparamos com crianças alérgicas (alergias afetam todo o sistema imunológico) a glúten (celíacos), lactose, ovo, soja, frutos do mar, amendoim /  frutas secas, vemos o quanto elas são disciplinadas, sobretudo a não comer industrializados.
Na industrialização pode haver contaminação de uma receita a outra pelas máquinas - resquícios de farinha podem contaminar o próximo produto, por exemplo, e desencadear sintomas graves.
Se levássemos os carboidratos mais a sério - falo das orientações médicas brasileiras, que apenas trocam os refinados (densos) pelos integrais e pedem "moderação" aos pré-diabéticos - evitaríamos grande parte da epidemia atual.
Moderação é uma palavra muito vaga, que a pessoa interpreta conforme seu senso emocional a envolva. Pessoas completamente leigas, sem apoio familiar e acesso a informações adicionais farão da dieta um desastre, pois nem mesmo o alerta máximo sobre amido refinado é disparado pelas equipes médicas!

Imagem Google.